Artista em Pauta: Luiza Normey

A Artista em Pauta da semana, Luiza Normey, conta como descobriu que era possível trabalhar com estampas, compartilha os materiais e técnicas que ela desenvolveu na sua oficina de estampas manuais e sobre sua percepção da estamparia manual em sua viagem recente à Índia.

Sobre a Artista
Sou formada em Design Gráfico, nasci em Florianópolis do lado da praia e quase que no meio do mato. De alguma forma meu trabalho hoje é uma mistura desses contextos. Meus lugares favoritos são o mar e a mata atlântica e por isso são minhas maiores inspirações na hora de criar. O que mais gosto é pintar com aquarela, principalmente temas tropicais.

Quando você começou a se interessar por estamparia?
Sem eu saber a estamparia já era de meu interesse desde sempre. A questão era que nunca me disseram que era possível fazer isso como profissão. Foi só dois anos depois de formada enquanto trabalhava numa empresa de Design que fiquei sabendo de um workshop de estamparia e isso me causou uma enorme curiosidade. Fiz e descobri que era a área que estava procurando para me especializar. Sem encontrar um curso que me agradasse no Brasil esperei mais um ano até que descobri o Máster en Diseño Textil y de Superficies do IED em Madri, Espanha. Foi a hora perfeita para largar o trabalho, voltar a estudar e viver uma experiência no estrangeiro. Desde então sigo nesse caminho.

Captura de Tela 2018-05-27 às 22.13.48
Foto: Luiza Normey

Qual é a sua maior motivação para criar?
Ver a minha evolução constante e compartilhar com os outros meus aprendizados são com certeza minhas maiores motivações. Também o orgulho de ver criações minhas por aí, nas lojas, nas casas.

Como é o processo de estampar e quais ferramentas você utiliza?
Os trabalhos para clientes eu não estampo manualmente, esse é um processo que desenvolvi para ensinar estamparia para pessoas que não sabem desenhar e/ou mexer em programas como Adobe Photoshop. O carimbo é algo simples e fácil de fazer em que é possível ter um desenho pronto e passar ele para o E.V.A ou borracha ou linóleo ou madeira (são os materiais que já usei). Depois é só passar tinta com uma esponjinha ou rolo e estampar no tecido, papel, madeira, etc. A tinta deve ser específica para o tipo de superfície onde será utilizada. Eu costumo usar nas minhas aulas o carimbo feito de E.V.A com papelão e tinta de tecido para estampar no algodão cru.
estampa-folhas-550x550
Foto: Luiza Normey

Como é o mercado de estamparia manual no Brasil?
O interesse é mais no ramo de pequenas marcas, produtos feitos à mão, poucas unidades e mais exclusividade.

Quais são os seus projetos favoritos?
Gosto muito da minha coleção de estampas que fiz na Pós para o Museu Thyssen. Também minhas estampas de bananas, uma feita de carimbos sobre tecido e a outra em guache sobre papel colorido. As pinturas com o tema mar, o projeto #7diascolorafro de 2017, e umas estampas para clientes que ainda não posso divulgar, mas já fazem parte da lista das favoritas!

 
capa-estamparia-1
Foto: Luiza Normey

Você esteve na Índia recentemente, o berço da estamparia, poderia nos contar um pouco sobre a sua experiência?
Eu posso comentar sobre o que vi numa região específica, no Norte, próximo a Jaipur. Estive numa pequena cidade chamada Bagru onde produziam os tecidos estampados. Tudo feito de forma manual, com tecidos não sintéticos, pigmentos naturais, carimbos de madeira talhados à mão e o meio de estampar também era manual. Mesmo assim o preço de tudo era bem barato em comparação com os produtos do Ocidente. O que me surpreendeu é que as famílias seguiam com as tradições na parte da produção mas não na criação dos desenhos. Utilizavam carimbos antigos provavelmente herdados ou faziam estampas personalizadas a partir do desenho que o cliente entregava. Não havia trabalhadores especializados na parte de criação, senti falta de conhecer gente dessa área e conhecer seus processos e inspirações.pook
utree

decorempauta-estampas
Foto: Luiza Normey
Captura de Tela 2018-05-27 às 22.46.49
sorvete-close-550x550
Foto: Luiza Normey
abacaxii-550x550
Foto: Luiza Normey
casinhas-close-550x550
Foto: Luiza Normey

Luiza oferece oficinas de estamparia entre outros. Conheça mais o seu trabalho no site e instagram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s