Artista em Pauta: Ju Amora

Conheci a Ju Amora nas redes sociais e logo em seguida participei num workshop dentro do seu ateliê que fica em Perdizes, foi uma tarde de sábado muito gostosa, a Ju nos recebeu com café, bolo e seu astral contagiante. Seu ateliê é todo inspirador, cheio de banquetas e bancos alegres e divertidos. Logo depois, conversei com a artista para saber um pouco mais sobre suas inspirações. Confira!
“Um ambiente acolhedor, um misto de loja e ateliê em uma casinha charmosa da década de 60 localizada em uma rua tranquila no bairro de Perdizes. Com cobogós na janela ,muitas plantas no jardim e banquetas por onde quer que olhe, penduradas no teto, na parede ou em composições charmosas pelo ambiente. Tudo convida a sentar, tomar um café e se inspirar…”
Sobre a Artista
Meu nome é Juliana, mas, faz 6 anos que assumi o Ju Amora, sou paulistana, atriz de formação e com o olhar e peito aberto para todas as coisas, minha motivação para criar é me manter viva. Criação é movimento, é vivo, é vida! Deixo as cenas cotidianas me invadirem com poesia. Me inspiro com vestidos estampados que atravessam meu caminho, uma xícara de café com bom papo ou uma música que escuto pela décima vez. Sou apaixonada por banquetas, acho que são objetos lúdicos e se fossem pessoas, seriam daquelas mais independentes e livres, elas são o que são e são o que quiserem ser, milhares de possibilidades em uma existência. O banco é banco, é mesa lateral, apoio para pés, livros, flores, pode ser criado mudo e ser pendurado como um quadro ou samambaia. este objeto que em minha vida é constantemente ressignificado me enche de amor e motivação para criar.

Quais os artistas que mais te tocam?
Amedeo Modigliani me emociona. Temos uma história. Ele um dia disse: “seu real dever é salvar seu sonho” e eu outro dia… muitos e muitos anos depois li esta frase sobre seu túmulo e minha vida foi transformada. Amo a forma como ele pinta e a justificativa em quase nunca pintar suas figuras com olhos. Para pintar olhos é preciso conhecer a alma daquela pessoa. Modigliani me toca e me fortalece.

Como é o seu processo criativo?
Para criar uma nova coleção, eu fecho os olhos e sinto. Sinto sobre o que gostaria de falar agora, geralmente os temas se esbarram, se completam… Minha criação é diretamente ligada ao que sou. Ao que sinto, como estou me movendo naquele instante. Apenas, sinto e faço. Repetidas tentativas as vezes para conseguir expressar algo tão imaterial como a ideia, com tinta e pincel na mão.

Você sempre esteve atenta a sustentabilidade e vem com a proposta de romper a massificação das coisas, nos conte um pouco mais sobre isso.
Sou apaixonada pelo planeta e entendo que minha passagem por aqui gera impacto. Minha escolha pessoal e profissional é tentar minimizar esse impacto. Como fazer algo que envolve comercialização diminuindo essa questão do impacto ambiental? A escolha de não massificar, de ir contra o movimento “made in china”, que não tem a preocupação com resíduos, matéria prima, peças feitas em escala desumana e até a frágil preocupação com as condições de trabalho foi algo que bateu forte em meu coração. Pensar em um negócio que tivesse a preocupação por exemplo em ter uma banqueta que é feita de madeira de reuso, repensar embalagens e descarte de materiais… Trabalhar com tiragem limitada. Passar a mensagem que o consumo pode ser consciente e feito afetivamente para o consumidor, fortalecendo uma rede que tem a preocupação com a formação de um publico consumidor consciente é algo que me move. Claro, ainda assim, minha passagem por aqui continuará gerando impacto, não estou aqui dizendo que minha atitude me exime desta responsabilidade… Mas, tenho feito profissionalmente e pessoalmente o possível para minimizar. E ser mais coerente com o que acredito e seguir fazendo minha parte.

Qual é a sua dica para quem se identifica com o seu propósito e deseja empreender

Parece clichê… mas, a dica que posso dar é, escuta teu coração. Se você deseja empreender, penso no motivo pelo qual quer movimentar sua vida nesta direção. Pensar o “o que” e o “como” fazer é essencial. Pensar se eles falam a partir da sua própria verdade. Desta maneira existirá muito mais chances de prosperidade. Pois só fazendo o que se ama e acredita de verdade é possível seguir em frente diante de tantas tormentas que transitam no empreender.

Além do Ju Amora, você também possui o Ju Amorinha, nos conte o que a levou para esse projeto?
O Ju Amorinha surgiu da necessidade de dar uma atenção especial para uma linha infantil. Ter maior liberdade para desenvolver projetos focados no universo infantil e principalmente direcionar o público. Tenho uma carinho enorme por esse filho caçula e toda a liberdade e experiência criativa que ele me proporciona…

Você possui alguma coleção nova que possa nos adiantar algo?
Lancei duas coleções uma para o Ju Amora outro pro Ju Amorinha faz pouco. Neste momento estou deixando os novos temas surgirem, ainda não estou em fase de criação delas, mas até o final do ano, lançarei mais alguma coleção provavelmente.

850xN (1)

850xN (2)
Fotos Ju Amora

850xN

Conheça mais o trabalho da Ju em seu Instagram e sua loja online.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s