Artistas em Pauta: Juliana e Lívia do Goma Ateliê

As Artistas em Pauta de hoje, as arquitetas, Juliana Sae e Lívia Zaveri da Goma Ateliê, decidiram sair do mundo dos escritórios e investir num dia a dia com mais leveza e propósito. Desde 2016, a dupla vem aprimorando técnicas de costura e montagem de forma manual e criam cachepôs para plantas, bolsas, cestos e outros itens, tudo em feltro! Suas peças trazem nelas um consumo sustentável , muito carinho e afeto.

Sobre: O Goma é formado por duas mulheres de 29 anos: a Juliana e a Lívia. Uma libriana e a outra virginiana, combinação essa que viemos a descobrir ser muito poderosa e maravilhosa. Lívia atualmente mora na sua cidade natal, Presidente Prudente, e eu, Juliana, moro em São Paulo mas também sou do interiorrrrrr, de Sorocaba. Atualmente o Goma tem um espaço físico no Pacaembu e Lívia passa uma semana por mês aqui.

Nos conhecemos quando entramos no curso de Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie, lá em 2009. Desde então não nos desgrudamos mais e a amizade virou sociedade em 2016, quando o Goma nasceu. Na época a Lívia tinha retornado para sua cidade natal (Presidente Prudente) e aberto o seu próprio escritório de arquitetura: o Grid. E eu, Juliana, trabalhava em um escritório de São Paulo como arquiteta.

A sementinha do Goma nasceu de uma crise dos 25 anos, quando nos vimos formadas há 2 anos e questionando todas as etapas da vida: entrar em uma boa faculdade, ter um bom desempenho, arrumar um estágio, se formar, ser efetivado…e depois? Qual a próxima meta? É isso que queremos daqui pra frente? É nessa correria que queremos viver?

Nós duas sentíamos que faltava algo. Em uma noite de vinhos com amigos vimos que queríamos ter um negócio próprio que nos possibilitasse viver de uma maneira mais leve e dar vazão à um lado criativo e artesanal que ficava engessado na arquitetura. Queríamos colocar no mundo nossas habilidades manuais e trabalhar com algo que saísse do “mundo do escritório”.

Nos tempos de república, sempre fizemos juntas nossos próprios artigos de decoração para a casa por termos dificuldades em encontrar peças de design simples, bonitas e com preço acessível. Usamos então nossas habilidades manuais, nossa paixão pela decoração, por cores e por materiais para buscar referências de como fazer de maneira diferente algo que já existia. Ressignificar e olhar com outros olhos foi o que nos guiou no comecinho e segue firme até hoje.

No começo a idéia era fazermos almofadas utilizando a técnica de blockprinting. Fizemos mil pesquisas, estudamos e lemos bastante sobre empreender, conversamos com pequenos produtores e artesãos e chegamos aos primeiros passos para fazer o sonho sair do papel: primeiro fazer um curso de costura para termos noções básicas e produzirmos as almofadas, e depois fazer um curso de blockprinting na Índia.

Mas como já havíamos lido e se comprovou verdade, o que você tem em mente quando começa a empreender nem sempre vai ser o destino final. Descobrimos que o caminho vai se mostrando conforme a energia vai sendo movimentada. Não se apegar à idéia inicial é essencial, pois a deixa livre para tomar o rumo que for melhor. E foi assim que aconteceu com o Goma.

No curso de costura descobrimos o feltro e tudo mudou de foco. Nos apaixonamos pelo material e começamos a fazer alguns protótipos com ele. Desde então tudo fluiu e atualmente nem almofadas nem blockprinting estão na nossa vida, mas sim muito feltro e plantas. Nos vimos péssimas na costura mas nos descobrimos apaixonadas por moldes e formas geométricas. Hoje todos os modelos do Goma priorizam recortes e montagens diferentes, com o mínimo de costura e pontos de fixação possíveis.

Hoje criamos cachepôs para plantas, bolsas, cestos..tudo em feltro. Gostamos de dizer que criamos tudo aquilo que pode enfeitar e colorir a vida.

Fotografia acervo Goma Ateliê

Como vocês entraram nesse universo até chegar nos cachepôs?

Logo quando decidimos ter o próprio negócio uma intensa fase de estudos e pesquisas começou. Começamos a frequentar feiras de pequenos produtores e sentir o movimento de Slow Design crescer cada vez mais, junto com uma consciência de que o estilo de vida corrido e frenético que levamos pode ser prejudicial pra nossa saúde física e mental.

Fomos em muitas feiras e tivemos muitas conversas com os expositores, sendo a maioria deles aliás, arquitetos como nós! Todos buscando algo novo, novas experiências e trabalhar com o manual que ficava tão de lado no dia a dia da profissão.

Tanta troca foi essencial pois nos inspirou a correr atrás de algo que nos desse aquela energia que víamos nas Feiras, de leveza, propósito e de fazer algo com muito amor e entrega.

Fotografia acervo Goma Ateliê

Qual é o processo de criação das suas peças?

Sempre pensamos juntas em um novo produto e depois ele vai se desenvolvendo com muito teste, protótipos e alterações. Priorizamos sempre a simplicidade, tanto de formas quanto de execução.

Nós fazemos tudo manualmente no ateliê. Já teve época que todas as etapas eram feitas por nós: desde o corte do feltro até carimbar e cortar etiqueta por etiqueta com o nosso logo. Hoje em dia conseguimos otimizar mais e contamos com uma rede de fornecedores e parceiros que nos ajuda nas etapas anteriores da montagem dos produtos, que é feita por nós, uma a uma.

Quais são as suas referências/inspirações?

A arquitetura e a natureza são com certeza as maiores inspirações por aqui. Buscamos sempre inspiração no mais simples: nas formas geométricas, nas cores das plantas, na simplicidade dos encaixes e na potência das cores.

A sustentabilidade é um dos pilares do atelie Goma, o que vocês diriam para quem deseja ter práticas sustentáveis?

Simplificar. É bem mais fácil ser sustentável do que nos fizeram acreditar, basta reduzir e deixar tudo mais simples. Ser mais seletivo e saber priorizar, concentrando no pouco que é realmente importante é ignorando todo o resto.

Mas para saber identificar esse pouco que é importante é preciso muita presença e atenção. Ajuda muito ter momentos no dia desligados da internet e afastados da enorme quantidade de estímulos e informação que nos inunda diariamente. Por aqui, só assim conseguimos nos conectar verdadeiramente com o essencial.

De maneira mais pontual, uma das práticas sustentáveis iniciais é questionar mais e se perguntar o porque das coisas. Porque comemos o que comemos, porque compramos o que compramos, porque fazemos o que fazemos, para onde vai meu lixo e todo o plástico que consumo..é um caminho sem volta esse de se questionar!

Fotografia acervo Goma Ateliê

Quais são os maiores desafios para vocês?

Lidar com o crescimento do ateliê e manter essa expansão dentro do que acreditamos ser saudável: fazer as coisas no nosso tempo e dar atenção à cada etapa do processo – desde o contato com o cliente até o embalo do produto.

Conciliar todas as demandas que um ateliê criativo tem também é bem desafiador. Não há setores ou funcionários para lidar com o financeiro, com o atendimento ao cliente, com o controle de estoque..somos nós quem fazemos todas as etapas.

Lidar com o fato de que nem só de criatividade e do fazer a mão vive um ateliê também foi/é um processo. Na verdade, para que isso ocorra é preciso criar e cuidar de um solo firme e fértil para que os produtos floresçam: cuidar das burocracias, emitir notas fiscais, fazer pagamentos, pagar impostos..um não funciona sem o outro. Entender que para os dias de “ó que lindo que eu sei fazer” e criação acontecerem, os dias de boleto também precisam existir.

Fotografia acervo Goma Ateliê

Vocês possuem algum projeto em vista que possa nos adiantar?

Sim! Esse ano vamos lançar nosso site com e-commerce, facilitando e muito as vendas para os clientes finais, que atualmente é toda feito pelo Instagram. Também vamos ter novos modelos de Cachepôs e outros produtos para além do universo das plantas.

Vocês levam arte manual para dentro da casa das pessoas. Como você é isso para vocês?

É o que nos motiva! As vezes paramos para pensar quantos cantinhos – sejam casas, espaços de trabalho ou ambientes de comércio – têm um Goma colorindo e deixando esse lugar mais vivo e uau..isso enche a gente de alegria. Saber que esse movimento de resgatar o feito á mão está cada vez mais forte é maravilhoso. Perceber que queremos cada vez mais saber de onde vem o que compramos e qual a história por trás das mãos que o fizeram.

Por aqui a gente faz à mão, com cuidado, afeto e pensando sempre em expandir essa energia para quem leva pra casa a nossa visão de mundo em forma de produto. O fazer à mão é um ato que nos ensina a valorizar e entender o tempo das coisas, a ter paciência e respeitar cada ciclo e etapa. Pra gente, mão é ferramenta a serviço do criar e do fazer, um instrumento capaz de trazer para a matéria todos os nossos planos e sonhos.

Acreditamos em espaços com alma, em casas que contam histórias e em uma vida mais colorida, leve e conectada com o simples e o essencial. Gostamos de falar bastante sobre como dar atenção para o lugar que habitamos pode ser uma forma de auto cuidado. Colocar um quadro, pintar uma parede, trocar um móvel de lugar, colocar uma planta..são pequenos gestos que demonstram cuidado e têm o poder de colocar no espaço físico nossa essência e criar ambientes acolhedores, que nos deixem confortáveis para sermos nós mesmos na máxima potência.

Com pequenos atos e objetos, os espaços que habitamos podem se tornar refúgios que nos permitam recarregar da melhor forma possível. 🙂

Fotografia acervo Goma Ateliê

Conheça mais o trabalho do Goma através do Instagram

Conhece alguém que pode se interessar pelo trabalho artesanal? Então compartilhe nosso artigo em seu Facebook e incentive outros a refletirem sobre o assunto.

Até nossa próxima conversa 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s